Como reconhecer e eliminar os 5 piores aditivos químicos usados nos alimentos

Kinax


Quando nossos pais nos diziam “coma suas verduras e legumes”, nem fazíamos idéia de que eles estavam se preocupando também com a nossa saúde.

De fato, nem todos os alimentos são criados iguais. Alguns alimentos são mais nutritivos que outros, enquanto muitos, principalmente os processados possuem certos aditivos que mal conseguimos pronunciar o nome.

Essas substâncias são adicionadas aos alimentos com o propósito de manter ou modificar o seu sabor ou melhorar a sua aparência.

A pergunta que paira no ar é: será que eles são seguros para a nossa saúde?

Alguns aditivos são provenientes de fontes naturais, como o sal e o vinagre. Com relação a esses aditivos, podemos considerá-los seguros principalmente por serem utilizados há séculos.


Entretanto, no último século, um grande número de aditivos vêm sendo adicionado durante a fabricação dos alimentos, o que levantou muitos debates acerca de sua segurança.

Apesar de trazerem certa conveniência, a saúde deve ser sempre nossa prioridade. Por isso, criamos uma lista de alguns aditivos que você encontra facilmente em alimentos e que podem botar sua saúde em risco:

Glutamato Monossódico
O glutamato monossódico é usado amplamente para realçar o sabor de alimentos enlatados, congelados, sopas e até molhos para salada.
Apesar de considerado seguro, há um debate muito grande sobre esse aditivo, pois há evidências de que possa causar dores de cabeça, dores no peito, dormência na boca e pescoço, sudorese etc.

Xarope de milho de alta frutose
Encontrado com frequência em refrigerantes, sucos de caixinha, cereais matinais e outros alimentos processados, esse xarope é uma alternativa barata para adoçá-los.
O problema é que nem tudo é doce sobre ele: seu consumo em excesso tem sido relacionado a obesidade e a síndrome metabólica.